Globo G1.... bizarro.

15:40 / Postado por NemeSis|BreaKer /

Texto

 


Olá amgiües....

AhuAHUa

Semana de prova na escola. TEMÇU.

Gramática amanha.....arrgh... mas de qualquer jeito, eu tinha que postar aqui... já estava me sentindo distante...

 

Depois do último post do Leo, onde ele postava coisas do site do G1, comecei a ficar mais ligado nas notícias, mais precisamente, na seção "bizarros".

AhuAUHhaU

Realmente, tem uns negócios que você não acredita....

 

A exemplo disso temos essas 2 notícias bein róguizes:

Japonesa dos seios 'gigantes' desabafa em blog

Ela foi criticada ao vivo, neste domingo (9), por uma apresentadora do Japão.
Na semana passada, modelo se livrou de condenação devido ao seu corpão.

Matéria completa:

http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL343390-6091,00-JAPONESA+DOS+SEIOS+GIGANTES+DESABAFA+EM+BLOG.html

 

Prefeito proíbe moradores de morrer por falta de vaga no cemitério

Ele bem que tentou ampliar o cemitério, mas a cidade vizinha não deixou. 
Comunicado fixado em órgãos públicos avisa: quem desobedecer será severamente punido.

Matéria completa:

http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL342819-6091,00-PREFEITO+PROIBE+MORADORES+DE+MORRER+POR+FALTA+DE+VAGA+NO+CEMITERIO.html

AHUAHUhuA

Essa mulher, ela tem 110 cm de busto. Sim, 110 cm de PEITO…. Imagina você abrir os braços e ,  de uma ponta a outra, ser a medida do busto daquela mulher….vai vendo…imagina só. Não, eu arranjei uma foto delas pra vocês:

De ...Um Pouco de Bom do Resto...

Confesso que fiquei um pouco assustado com a imensidão daquelas coisas…. Mas aquela foto é uma das mais comportadas…

CRIANÇAS NÃO VEJAM ISSO, PODE CAUSAR INFARTO FULMINANTE EM IDOSOS DE MAIS DE 30 ANOS.

Clique aqui para ver….(menine)

É… a do prefeito também não é nada demais, simplesmente começou a faltar espaço nos cemitérios e foi feita uma proibição pouco banal, afinal, todos podemos escolher quando morrer, não é mesmo?

E a punição será muito severa para aqueles que desrespeitarem essa ordem…cuidado.

Acho que depois de morto poderiam até arrancar meu saco, nem iria me importar…AHUAHUhAU

 

Cada louco que me aparece. Bom, prosseguimos com o post.

Descobri um blog muito legal: O Igreja Universal ( http://igrejainternacional.wordpress.com )

Curti muito o blog, AHUhUA, muito engraçado.

Ele conta umas histórias assim muito fodas.

Via rolar um ctrl+c – ctrl+v aqui, preparem seus olhos e também o riso:

Por favor, não esqueçam de visitar o site.

Chico Balaio e o espírito cigano

Abril 25, 2009

http://f.imagehost.org/0389/cigano_abel.jpgMe chamam Chico Balaio, sou ex-álcoolatra e ex-jogador compulsivo. Todos os dias eu jogava carteado apostado no boteco do Divino Perereca, na cidade de Itaberaí lá pelos idos de 1989.

A jogatina me rendia uma grana às vezes, mas no geral eu perdia mais do que ganhava. Na época eu trabalhava como taxista, tirava um bom dinheiro, mas era comum eu torrar tudo em apenas um dia. Fui me endividando cada dia mais, fiz empréstimos no Banco do Brasil, faltava comida em casa, passava por necessidade. Mesmo assim, todos os dias batia ponto no Divino Perereca.

Nessa época era comum eu chegar todo dia bêbado, noiado, endemoniado, chapado, transloucado. Minha família sofreu muito. Numa sexta havia perdido todo meu salário no pôquer, e pra afogar as mágoas enchi o crânio de cachaça, cheguei em casa derrubando estante, quebrando televisão, vi minha mulher gritando, e acabei lhe agredindo. Lhe dei um martelo bem aplicado, um rabo-de-arraia, dois socos na costela, uma rasteira baiana, sete cóquis, uma meia dúzia de pisão na boca do estômago e finalizei com uma rotatória estilo Van Damme. Ela me abandonou, mas na época não consegui compreender o porquê.

Agora sozinho eu estava no fundo do poço, sem esposa, envidividado, sem Deus na minha vida, sem nada. Na época eu não acreditava em nada, não tinha fé, odiava todas as religiões, eu era cego. Meu cano de escape era a bebida e o carteado. Mesmo sem dinheiro eu não parava, comecei a receber ameças de morte por causa das dívidas.

Meu destino era mesmo a morte, porque não havia luz. Foi quando as coisas começaram a melhorar, mas não por causa de Deus, mas por causa do DEMO. Foi numa noite, cheguei em casa cambaleando, nem tomei banho e fui dormir. Foi aí que tive o sonho.

Sonhei que tava num bar enorme, bem estilizado, com barris, cortinas coloridas, garrafas de bebida antigas, paredes de madeira, teto de forro paulistinha de mogmo, um lindo balcão. Estava bem movimentado, com duas belas mulheres servindo, com seus vestidos coloridos. Nem cheguei a pedir nada e já me trouxe uma cerveja bem gelada num caneco. A cerveja estava maravilhosa, bem encorpada, na temperatura ideal, o puro gosto da cevada. Um sonho muito realista. Fiquei ali impressionado com tudo aquilo, foi quando se sentou à minha mesa um cigano sorridente, muito moreno. Ele disse:

- “Ei, Chico, estava te esperando, você nunca aparece!”

- “Mas quem é você ?” Questionei.

- “Sou Abel, seu amigo.”

Abel então colocou um papel no bolso da minha camisa. Perguntei o que era, ele disse que era um presente, e que era pra eu olhar só amanhã. Enquanto isso era pra eu me divertir e aproveitar a cerveja. Fiquei bebendo, ele me ofereceu um cigarro e uma densa neblina foi tomando o ambiente. Acordei.

Acordei e fiquei pensando nesse sonho. Que sonho incrível! Me lembrei do papel, coloquei a mão no bolso da camisa e pra minha surpresa estava mesmo lá! Acendi a luz, e estava lá escrito: “18 – Porco na cabeça”. No dia seguinte, logo cedo, tomei um trago e apostei meu taxi no jogo do bicho.

Joguei e dito e feito: Ganhei uma bolada!

A partir desse dia passei a sonhar todas as noites com o bar, o meu guia espiritual, cigano Abel, me ajudou a ganhar dinheiro no jogo novamente, me passando os números das rodadas e me dando dicas. Eu não via a hora de ir dormir para poder tomar aquela deliciosa cerveja. Agora eu não precisava mais trabalhar, passava o dia esbanjando a grana e torrando tudo com superflúos. Meu mundo passou a girar em torno de prostitutas, álcool e carteado.

Eu não juntava dinheiro, meus bens eram minha casa e meu carro. Apesar de estar ganhando um bom dinheiro não conseguia juntar nada, isso me deixava triste. Nesta noite fui dormir, e novamente me vi ali no bar cigano, me serviram a cerveja, Abel entrou pela porta sorrindo, veio em minha direção, me cumprimentou e disse que não podia mais aparecer pra mim, porém a minha sorte havia chegado: Ele possuía os números da loteria federal que estava acumulada, colocou no meu bolso e me falou: – Isso daí vai te sustentar por muitos anos. Eu o agradeci e ele disse que tinha que ir embora, se despediu. Chamei a cigana e pedi a melhor bebida da casa, fiquei lá vendo todos aqueles ciganos, com aquela música animada, bebendo e fumando, foi quando apareceu uma figura que eu nunca tinha visto por ali, um negro com a camiseta 8 da seleção, do Sócrates. Ele ficou ali no balcão bebendo e olhando pra minha cara com aqueles olhos vermelhos, sorrindo. Eu já estava bastante bêbado e ele se aproximou. Perguntou porque eu tava tão feliz. Como eu tava só num sonho nele não vi problema em contar, falei que estava com os números da loteria acumulada, ele pediu pra ver e entreguei o papel pra ele, deu uma olhada, conversamos um pouco e escutei o galo cantando, acordei, era dia.

Tomei um café pra curar a ressaca e parti pra loteria com a mesma roupa que havia dormido, cigano Abel sempre deixava o papel no bolso da minha camisa. Cheguei meio ressaqueado por lá, me recompus e meti a mão no bolso. Desespero. Cadê o papel ? Lá na frente da fila, o sujeito com a camiseta do Sócrates fazendo um jogo, passou por mim e falou: “Obrigado, otário”. Me contive e fiquei na fila, fiz um jogo qualquer.

O tempo passou, saiu o resultado e como já esperado meu jogo não foi premiado. Sem o auxílio do Cigano Abel eu voltei a perder, mas meu vício era grande, eu não parava de jogar. Um dia caminhando pela rua, chutando lata, aparece um monza vinho e pára bem ao meu lado, olhei e tava lá o sujeito que me roubara. Ele sorriu, com os dentes cheio de ouro e falou:
- “Obrigado, Chico.”

Perguntei: – “Obrigado pelo quê ?”

- “Pelos números da Loto, ora”

Foi aí que tive certeza que ele me roubou, perdi a cabeça, o agarrei pelo braço, nos atracamos dentro do carro e no final acabei lhe cravando o meu canivete em seu peito e ceifei-lhe a vida. Fui preso em flagrante por assassinato, fiquei 15 anos na cadeia.

Na prisão, por intermédio do pastor Silas, que na época cumpria pena por estelionato, acabei me convertendo. Pela graça do Senhor abandonei jogo, álcool e hoje consigo meu dinheiro com meu próprio suor.

Chico Balaio.

Link direto:

http://igrejainternacional.wordpress.com/2009/04/25/chico-balaio-e-o-espirito-cigano/

 

É gente… post pequeno, não posso fazer tanto em semana de prova, né? Sacanagis comigo.

Ah, não posso esquecer. Vi umas camisas iradas, muito fodas mesmo, gente. Paguei um pau master pro cara que as fez.

Dêem um look:

De ...Um Pouco de Bom do Resto...

Cliquem na foto para vê-la no tamanho original.

Meu….tem muito mais da onde veio…eu poderia ficar meia hora linkando ,então vou postar uma coletânea aqui:

De ...Um Pouco de Bom do Resto...

De ...Um Pouco de Bom do Resto...

De ...Um Pouco de Bom do Resto...

Fala sério….tenho contato com o cara, se estiverem afim, quem estiver afim, me mande um e-mail que eu encaminho para ele.

Olha só, hein, merchan de graça!

AhuAUHAHUa

Mas merecem, são muito bonitas, e são em silk-screen.

Bom amigües, eu vou ficando por aqui mesmo, fica meu grande abraço para vocês e a foto do dia, né!^^

De ...Um Pouco de Bom do Resto...

Hmm… menine.

Mythbusters rules!

Listening: Los Angeles – Caroline 

Marcadores: ,

1 comentários O.o:

Comment by Carol :) on 20 de maio de 2009 11:51

HUAHAUAHUAHAUHAUA MUITO BOM AHUAHAUHAUAHAUHAUAHU
realmente, receber punição só se for por cima do meu cadáver HAUHAUHAUAHUAHAUAHUAHUA

Jesus! essa dai põe inveja na Pamelaaa
oloko, japonesa ainda oO

blog ta otimo!
amei o desenho de vocês! parabéns Karina! :D
;***

Postar um comentário